Controle PLC

Programable Logical Control(PLC) Série MBR

  

MBR-1  

A unidade de controle microprocessada MBR-1 e composta por:
-Caixa de proteção (painel) - 1741.00/01
-CPU - 101.2890/A ou /B
-Teclado c/ IHM 2x20 - 101.2891
-Placa de ligações - 101.2894
-Fonte de 24 Vcc - 1372.00

O sistema pode ser alimentado em 220 Vca ou 110 Vca, (mediante mudança de um jumper, consulte capitulo 7 (INSTALAÇÃO), através dos bornes correspondentes.

O MBR-1 possui 2 entradas digitais, 3 entradas analógicas, 3 entradas PT-100 e 6 saídas digitais a rele. Esta dotado de interface alfanumérica com display LCD 2X20 e teclado numérico com 7 teclas de função com LED para sinalização.

Configuração básica

 

 

MBR-2

O MBR-2 foi projetados para oferecer uma operação segura e simplificada das unidades compressoras tipo parafuso (monocoque) e unidades chiller com compressor parafuso.

O controle automático permite a operação autonoma do sistema sendo que o painel microprocessados monitora continuamente diversos parametros operacionais observando limites de alarme e falhas e oferendo uma operação segura e eficiente do sistema.

O painel microprocessado apresenta uma configuração modular, a unidade de controle e apresentada na forma de rack com placas de funções especificas para entradas e saidas digitais, entradas e saida analógicas, entradas para termoelementos tipo PT-100 , fonte chaveada e placa de processamento (CPU).

A interface homem-máquina constitui um módulo independente com processamento autonomo comunicando-se com a CPU via serial, possui recursos gráficos suportando imagens Bitmap (BMP) e oferece recursos como: gráficos de barras e de tendencia.

Estas características conferem ao produto facilidade na manutenção e flexibilidade para ampliações e personalização de sua aplicação, estando disponiveis diversos módulos para futuras implementações.

Todos os equipamentos microprocessados dispoem de sistema de auto-diagnóstico e watch-dog timer.

O MBR-2 permite ainda:

-Conexão com outras unidades via RS-485;
-Impressão de dados e historicos via serial;
-Visualização gráfica de variáveis do processo;
-Interligação com softwares supervisorios comercias;
-Transmissão e recepção remota de dados.

O projeto dos painéis enfatiza a operação confiável em ambientes hostis, industriais ou comerciais, estando o hardware e software dimensionados por analise de gpior condição oferecendo desempenho e confiabilidade não possíveis com equipamentos comerciais.

Características técnicas

O MBR-2 constitui uma família de microcontroladores programáveis incorporando alem das tradicionais funções de relés, temporizadores e contadores, um avançado conjunto de instruções tais como operações aritméticas (+, -, x, €), comparações, transferência de dados, transferencias de blocos de dados, converções BCD para binário, binário para BCD, calendário, impressão de dados, Jump, Call, etc.

Os módulos de processamento incorporam dois canais seriais de comunicação, sendo um no padrão RS232 e o outro no padrão RS485, tanto para comunicação local para troca de dados como para programação de usuário.

Configuração básica   



 

MBR-2+(Plus)

O MBR-2+(Plus) foi projetado para oferecer uma operação segura e simplificada das unidades compressoras tipo parafuso (monocoque) e unidades Chiller com compressor parafuso.

O controle automático permite a operação autônoma do sistema sendo que o painel microprocessados monitora continuamente diversos parâmetros operacionais observando limites de alarme e falhas e oferendo uma operação segura e eficiente do sistema.

O painel microprocessado apresenta uma configuração modular, a unidade de controle é apresentada na forma de rack com placas de funções específicas para entradas e saídas digitais, entradas e saída analógicas, entradas para termoelementos tipo PT-100 , fonte chaveada e placa de processamento (CPU).

 A interface homem-máquina constitui um módulo independente com processamento autônomo comunicando-se com a CPU via serial, possui recursos gráficos suportando imagens Bitmap (BMP) e oferece recursos como gráficos de barras e de tendência.

 Estas características conferem ao produto facilidade na manutenção e flexibilidade para ampliações e personalização de sua aplicação, estando disponíveis diversos módulos para futuras implementações.

Todos os equipamentos microprocessados dispõem de sistema de auto-diagnóstico e watch-dog timer.

O MBR-2+(Plus) permite ainda:

-Conexão com outras unidades via RS-485;
-Impressão de dados e históricos via serial;
-Visualização gráfica de variáveis do processo;
-Interligação com softwares supervisórios comercias;
-Transmissão e recepção remota de dados.
O projeto dos painéis enfatiza a operação confiável em ambientes hostis, industriais ou comerciais, estando o hardware e software dimensionados por análise de pior condição oferecendo desempenho e confiabilidade não possíveis com equipamentos comerciais.

Características técnicas

O MBR-2+(Plus) constitui uma família de microcontroladores programáveis incorporando alem das tradicionais funções de relés, temporizadores e contadores, um avançado conjunto de instruções tais como operações aritméticas (+, -, x, €), comparações, transferência de dados, transferências de blocos de dados, conversões BCD para binário, binário para BCD, calendário, impressão de dados, Jump, Call, etc.

Os módulos de processamento incorporam dois canais seriais de comunicação, sendo um no padrão RS232 e o outro no padrão RS485, tanto para comunicação local para troca de dados como para programação de usuário.

Configuração básica 

 

 

MBR-3 

O MBR-3 foi projetado para oferecer uma operação segura e simplificada das Unidades Chiller com compressores a pistão e unidades satélite.

O controle automático permite a operação autônoma do sistema sendo que o painel microprocessados monitora continuamente diversos parâmetros operacionais observando limites de alarme e falhas e oferecendo uma operação segura e eficiente do sistema.

O painel microprocessado apresenta uma configuração modular, a unidade de controle e apresentada na forma de rack com placas de funções específicas para entradas e saídas digitais, entradas e saídas analógicas, entradas para termoelementos tipo PT-100, fonte chaveada e placa de processamento (CPU).

Estas características conferem ao produto facilidade na manutenção e flexibilidade para ampliações e personalização de sua aplicação, estando disponíveis diversos modulos para futuras implementações.

Todos os equipamentos microprocessados dispõem de sistema de auto diagnóstico e watch-dog timer.

O MBR-3 permite ainda:

-Conexão com outras unidades via RS-485;
-Impressão de dados e históricos via serial;
-Interligação com softwares supervisórios comercias;
-Transmissão e recepção remota de dados.

O projeto dos painéis enfatiza a operação confiável em ambientes hostis, industriais ou comerciais, estando o hardware e software dimensionados por análise de pior condição oferecendo desempenho e confiabilidade não possíveis com equipamentos comerciais.

Características técnicas

O MBR-3 constitui uma família de microcontroladores programáveis incorporando além das tradicionais funções de relés, temporizadores e contadores, um avançado conjunto de instruções tais como: Operações aritméticas (+, -, x, €), comparações, transferência de dados, transferências de blocos de dados, conversões BCD para binário, binário para BCD, calendário, impressão de dados, Jump, Call, etc.

Os módulos de processamento incorporam dois canais seriais de comunicação, sendo um no padrão RS232 e o outro no padrão RS485, tanto para comunicação local para troca de dados como para programação de usuário.

 Configuração básica  


 

 

MBR-3+(Plus) 

O MBR-3+(Plus) foi projetado para oferecer uma operação segura e simplificada das Unidades Chiller com compressores a pistão e unidades satélite.

O controle automático permite a operação autônoma do sistema sendo que o painel microprocessados monitora continuamente diversos parâmetros operacionais observando limites de alarme e falhas e oferendo uma operação segura e eficiente do sistema.

O painel microprocessado apresenta uma configuração modular, a unidade de controle e apresentada na forma de rack com placas de funções específicas para entradas e saídas digitais, entradas e saídas analógicas, entradas para termoelementos tipo PT-100 , fonte chaveada e placa de processamento (CPU).

Estas características conferem ao produto facilidade na manutenção e flexibilidade para ampliações e personalização de sua aplicação, estando disponíveis diversos módulos para futuras implementações.

Todos os equipamentos microprocessados dispõem de sistema de auto-diagnóstico e watch-dog timer.

O MBR-3 e MBR-3 Plus permitem ainda:
-Conexão com outras unidades via RS-485;
-Impressão de dados e históricos via serial;
-Interligação com softwares supervisórios comercias;
-Transmissão e recepção remota de dados.

O projeto dos painéis enfatiza a operação confiavel em ambientes hostis, industriais ou comerciais, estando o hardware e software dimensionados por análise de pior condição oferecendo desempenho e confiabilidade não possíveis com equipamentos comerciais.

Características técnicas

O MBR-3+(Plus) constitui uma família de microcontroladores programáveis incorporando além das tradicionais funções de relés, temporizadores e contadores, um avançado conjunto de instruções tais como: Operações aritméticas (+, -, x, €), comparações, transferência de dados, transferências de blocos de dados, conversões BCD para binário, binário para BCD, calendário, impressão de dados, Jump, Call, etc.

Os módulos de processamento incorporam dois canais seriais de comunicação, sendo um no padrão RS232 e o outro no padrão RS485, tanto para comunicação local para troca de dados como para programação de usuário.

Configuração básica 



 

MBR-4 

O MBR-4 foi projetado para oferecer uma operação segura e simplificada das unidades compressoras tipo parafuso (monocoque) e unidades chiller com compressor parafuso.

O controle automático permite a operação autônoma do sistema sendo que o painel microprocessados monitora continuamente diversos parâmetros operacionais observando limites de alarme e falhas e oferendo uma operação segura e eficiente do sistema.

O painel microprocessado apresenta uma configuração modular, a unidade de controle e apresentada na forma de rack com placas de funções específicas para entradas e saídas digitais, entradas e saídas analógicas, entradas para termoelementos tipo PT-100 , fonte chaveada e placa de processamento (CPU).

A interface homem-máquina constitui um módulo independente com processamento autonomo comunicando-se com a CPU via serial, possui recursos gráficos suportando imagens Bitmap (BMP) e oferece recursos como: gráficos de barras e de tendência.

Estas características conferem ao produto facilidade na manutenção e flexibilidade para ampliações e personalização de sua aplicação, estando disponíveis diversos módulos para futuras implementações.

Todos os equipamentos microprocessados dispõem de sistema de auto-diagnóstico e watch-dog timer.

O MBR-2 e MBR-4 permitem ainda:
-Conexão com outras unidades via RS-485;
-Impressão de dados e historicos via serial;
-Visualização gráfica de variáveis do processo;
-Interligação com softwares supervisorios comercias;
-Transmissão e recepção remota de dados.

O projeto dos painéis enfatiza a operação confiável em ambientes hostis, industriais ou comerciais, estando o hardware e software dimensionados por análise de pior condição oferecendo desempenho e confiabilidade não possíveis com equipamentos comerciais.

Características técnicas

O MBR-4 constitui uma família de microcontroladores programáveis incorporando alem das tradicionais funções de relés, temporizadores e contadores, um avançado conjunto de instruções tais como operações aritméticas (+, -, x, €), comparações, transferência de dados, transferências de blocos de dados, converções BCD para binário, binário para BCD, calendário, impressão de dados, Jump, Call, etc.

Os módulos de processamento incorporam dois canais seriais de comunicação, sendo um no padrão RS232 e o outro no padrão RS485, tanto para comunicação local para troca de dados como para programação de usuário.

Configuração básica